Eventos

Mercado Gourmet do Campo Pequeno - 2018

09:21:00

Produtos saudáveis, produção sustentável e produtos biológicos são os 3 grandes títulos às portas da Praça do Campo Pequeno nos dias 2, 3 e 4 de Março.



O Mercado Gourmet está de volta ao Campo Pequeno com a melhor oferta de produtos gastronómicos das várias regiões de Portugal continental e ilhas:

- Azeite
- Mel 
- Queijos (de norte a sul)
- Vinhos (de norte a sul)
- Licores e as recentes cervejas artesanais
- Cogumelos,
- O pão nosso de cada dia
- Ervas aromáticas e chás
- Compotas e chutneys

Esta 6ª Edição trás novos produtores nacionais (destacando):
Gleba (Diogo Amorim) com pão de cereais 100% naturais
- Quinoa Portuguesa (Filipe Figueiredo, Nuno Rodrigues e Filipe Carvalho) produzida em Portugal (Barcelos)
- Wine to eat (António Mauritti) com o seu caviar de vinho
- Casa do Chascada com os seus cogumelos shiitake produzidos em buracos de troncos de árvore
YEP(Young Extra Virgin Olive Oil Producers), que mostram ao mundo a qualidade do azeite virgem extra transmontano
Bistrô da Bekas que nos trás a sua pasta de pimentos com queijo de cabra e poejo, (vencedora do Prémio Agroinovar 2018, na categoria de lácteos/2018)
-YogurtNest que faz iogurte natural de modo sustentável.

Embaixador desta edição, o Nutrichef Duarte Alves,  traz-nos, Domingo, dia 4 de Março pelas 12h00, uma Sessão de Showcooking “Consciência Alimentar e Cozinha Nutricional”, onde irá confecionar refeições saudáveis com produtos do Mercado Gourmet. Esta colaboração decorre também no
seguimento do lançamento do seu primeiro livro “A Cura Pela Alimentação Alcalina”




Aproveita e almoça por lá, ao longo dos 3 dias do Mercado Gourmet, será possível provar cervejas artesanais e petiscar de forma descontraída algumas iguarias da Hamburguesia e da La Contessa.

Apreciações de um Nabo

Por onde anda o melhor Pastel de Nata? [ Capitulo XII ]

13:11:00

Eu próprio fiquei surpreso.
Após umas azeitonas explosivas e uma Portuguesinha, peço um café a finalizar!

_ Quer um pastel de nata a acompanhar o café?

Lá está aquele cross-selling que muitas das vezes é chato, mas outras abre os olhos para a carta!

_Pastel de nata? é bom?
_Não é por ser da casa, mas é um dos melhores que já comi!
_Pode ser um!




Ao agarrar, notei logo que a massa era crocante, qb. e com poucas folhas. "Um (+) à primeira vista, parece que este não se vai desmanchar todo na mão enquanto o como".
Refutando a minha própria teoria das 3 dentadas, este excelente exemplar salta à regra, passando para 2, que claramente demonstram todo o potencial do pastel.
Boa consistência, com uma nata muito saborosa, com um leve toque a limão e uma temperatura ideal (nem quente a escaldar a língua, nem frio a saber a manteiga). Ainda assim, não me livrei de uma gota ou outra, de nata, na tábua.
Um pastel de nata muito bom, para uma casa de que pouco esperava neste âmbito.


Bairro do Avillez Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Eventos

Enóphilo Wine Fest 2018

07:05:00

Os eventos do Wine Club Portugal de Luís Gradíssimo, em 2017 foram um autentico sucesso. Para além de elevarem o conhecimento, relativamente a vinhos, do publico português para outro nível, proporcionaram grandes momentos de glamour, diversão e degustação.
Atualmente  Luís Gradíssimo e Wine Club Portugal, contam com uma nova imagem de marca:


Este ano de 2018, para já, é importante anotar duas datas:

-21 de Abril, no Salão Nobre do Hotel Ritz Four Season (Lisboa)
-17 de Novembro no edifício da Alfândega do Porto (Porto)

Em ambos será possível provar os melhores vinhos de uma criteriosa seleção de 40 produtores a nível nacional, entre mais de 200 referências de brancos, rosados, tintos, espumantes, fortificados e aguardentes vínicas, sem dispensar as surpresas, sempre irresistíveis.
Fica de notar as famosas ‘Provas Especiais’, com lugares limitados e que proporcionam uma experiência extrassensorial.

Para verdadeiros apreciadores de vinhos, bilhetes disponíveis em breve na Ticketline!




Eventos

O Chocolate em Lisboa - Campo Pequeno

14:52:00

Entre 1 e 4 de Fevereiro, o Campo Pequeno vai dar lugar a um verdadeiro palco muito guloso.
Com apresentações e palestras de chefs de renome:
 Carlos Valente – Hotel Vila Vita
 Américo Santos – restaurante Belcanto 
Francisco Siopa – Hotel Ritz-Carlton Penha Longa 
Ricardo Tiago - Casa de Chá da Boa Nova
Tiago Bonito - Hotel Casa da Calçada
Patrícia Godinho - restaurante Eleven 
Francisco Moreira - Calebaut Academy Belgium
Para além da super Lua, também haverá um chuva de estrelas por estas zonas.



Este ano terá como ponto incontornável o Choco Cooking, com fantásticas e elucidativas sessões sobre a arte de cozinhar e trabalhar o chocolate, levadas a cabo ao vivo por reconhecidos chefs de pastelaria e mestres chocolateiros.
Pelo Palco Choco Cooking o menu será:



Apreciações de um Nabo

Fusão, não é confusão!

14:05:00

A verdadeira fusão de sushi chegou ao centro de Lisboa - Campo Pequeno!


Na praça de touros, já se encontrava um dos meus sushis (all you can eat) favoritos, mas o chef. Pericles Lacerda, (antigo consultor do Sushic - Almada em 2014, quando enumeras noticias, enumeravam-o como o segundo melhor restaurante de sushi fora do Japão) e a sua equipa sempre procuraram grandes desafios. Já vindo do Estoril, habituado a casa cheia e peixe fresco, parece que trouxe para aqui toda a mestria, glamour e vontade de conquistar a mente dos Lisboetas.

O espaço é um hino à tranquilidade! Dos espaços mais agradáveis e refrescantes para se estar. Facilmente me mudava para lá!
O atendimento cuidado e o conhecimento por parte dos empregados, facilita a ligação com o restaurante.



Com um couvert de produtos asiáticos, maioritariamente japoneses, destaca-se as endivias recheadas, com creme de salmão _ leves; crocantes; e sabores em plena harmonia. A vagem de soja (para os que não conhecem o famoso feijão no seu estado bruto), ganha pela surpresa e frescura.

Com timmings controlados são servidas as primeiras peças:



Ebi espcial Saiko - Camarão panado envolto em salmão braseado e ovas. A apresentação deslumbra, a crocancia interior entre o camarão e o salmão fica realmente interessantes, mas os sabores são pouco intensos, necessitando mesmo de um pouco da maionese do chef (muito boa), para complementar.



Hakusai - Com couve lombarda bringida e um crocante de milho por cima, mais uma vez deslumbra. O arroz apesar de pouco temperado, é muito bem confecionado e esta jogada entre tenro da couve e crocante do milho, realmente resulta na boca.

Para finalizar 3 gunkans e 1 sashimi braseado:

Gunkan Hotate: Um Gunkan de Atum, com um topo de vieira braseada muito ao de leve e uma maionese de gengibre suave. Muito agradável e de sabores frescos.



Gunkan Shiromi: Gunkan de peixe branco, que em uma trinca me fez lembrar um simples e elegante sashimi. O picadinho de peixe por cima fica fantástico e o complemento do arroz combina na perfeição. Provavelmente a melhor peça desta refeição.



Gunkan Egg: Uma verdadeira fusão quente, perfeita em todo o seu conjunto, com a gema do ovo de codorniz a ligar os sabores do salmão braseado e do arroz. Chamar-lhe-ia um autentico "bitoque" de salmão em uma peça.



Sashimi de Atum braseado: Com uma forte presença de sesamo, tanto em óleo como sementes, este tornou-se uma bela peça de aromatização/ apresentação para finalizar a experiência.

De sobremesa, é de destacar a tarte de lima! Uma autêntica nuvem cítrica, floral.



Uma experiência fantástica e elegante (os adjetivos que melhor caracterizam este lugar), com bastante mestria e boa qualidade de matéria-prima.




Saikō Campo Pequeno Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Apreciações de um Nabo

Aqui há peixe!

13:07:00

A primeira impressão que me veio à cabeça, foi sem dúvida de que este seria o restaurante ideal para ser colocado à beira-mar!


Fonte: Restaurante Sal, Facebook
Onde hoje é o Restaurante Sal - Comporta, em tempos foi o Aqui há peixe.
À cerca de 10 anos que o Chef Miguel, largou as praias da Comporta e aventurou-se no desafiante e insaciável público da baixa-chiado.
Um chef com muitos anos de carta e experiência diversa na cozinha, mas o seu ingrediente secreto é mesmo a boa disposição e vozeirão que preenche a sala.
Cozinha focada na matéria-prima como produto principal, o nome diz tudo, aqui Há peixe. 



De entrada uma salada de polvo, simples, com um polvo de qualidade superior cortado em rodelas finas, guarnecido com brunesa de tomate, pimento e cebola. Por sua vez regado com azeite, de excelente qualidade e um pouco de colorau. Realmente o colorau era dispensável e o vinagre, um complemento a ter em conta.
Para prato principal, canja de pescada arrepiada.

Pescada arrepiada: É o método de "tempero" ou marinada, prévia do peixe, com sal grosso, esfregado no sentido contrario das escamas do peixe. Após esfregado com o sal, o peixe é pendurado pelo rabo e deixado durante 24h em local fresco.

_Na tradição poveira ou das gentes da península de Setúbal, “arrepia-se” a pescada para que a sua carne lasque que nem bom bacalhau.


Com dois ou três berbigãos a dar alguma cor, arroz como hidrato e espinafres a conferir amargura e acidez necessárias, esta canja é provavelmente a melhor canja que já comi.
Podem vir de galinha, de ameijoa, de sardinha e até de camarão!
Com um fumê forte e sabores presentes a peixe, arroz cozido na perfeição e espinafres salteados... "Já me esquecia da pescada"... e uma pescada em lascas firmes e saborosas, como nunca tinha antes provado.
Para finalizar um doce bem caseiro e bem português da região de Évora: Encharcada.


Pode-se dizer que foi o ponto final ideal! De paladar nada enjoativo, húmida e açúcar queimado por cima, deixou-me de veras rendido a esta casa.


Aqui Há Peixe Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato