Eventos

Prova Periquita com António Zambujo

11:00:00

Dia 12 de Outubro a casa Museu José Maria da Fonseca, em Azeitão, dará as boas vindas a António Zambujo para um concerto exclusivo nas caves da José Maria da Fonseca.
Terá início com uma visita guiada à Casa Museu e uma prova de vinhos, incluindo a edição especial Periquita António Zambujo, seguindo-se um jantar na companhia do artista e posterior concerto.



A radio comercial promove o evento, possibilitando aos ouvintes, a partir de dia 22 de Setembro, garantirem a presença no evento.

Periquita é um vinho com a alma de um povo único que se soube reinventar e modernizar, sem esquecer como e onde nasceu, tal como a música de António Zambujo. Em 2016 uniram-se na criação de um novo vinho – Periquita Edição Especial António Zambujo. O músico e o enólogo Domingos Soares Franco inspiraram-se na Portugalidade e suas raízes para criarem este tinto da colheita de 2014, resultado de um blend de Castelão, Touriga Nacional e Touriga Francesa, de paladar frutado e aromas de baunilha, violetas, frutos azuis, menta e carvalho.

Esta edição especial - Periquita Edição Especial António Zambujo 2014 - inclui ainda a oferta do download do álbum “Rua da Emenda”.




Apreciações de um Nabo

Brasão Cervejaria [Porto]

09:13:00

A mais aclamada casa de francesinhas dos últimos tempos.
Basta perguntar onde comer uma boa francesinha no Porto e a resposta está na ponta da língua, por parte dos Lisboetas!

_Brazão!

Eu que já fui a algumas das casas de francesinhas, mais faladas e com mais reputação, entre elas: Santiago, Capa Negra ou Bufete Fase, quis experimentar a tão falada francesinha do Brazão, arrastando comigo um grupo de 8 amigos.



Com marcação de 3 dias de antecedência e apenas com disponibilidade para as 22h30, já íamos preparados para casa cheia. 
A entrada, deslumbra. Moderna com um toque rústico, cheia de loiça nas paredes, arranjada em feitios e figuras geométricas, móveis de arquitetura antiga, bem tratados e a atender, empregados vestidos com um avental em ganga com alças em cabedal e uma simpatia tremenda.
A nossa mesa demorou um pouco a estar pronta, mas enquanto esperávamos bebemos um fino numa das mesas altas, disponíveis à entrada. 
 Realmente valeu a pena esperar. A mesa era de madeira maciça, assim como as cadeiras. Encontrava-se encostada a um canto proporcionando uma certa privacidade, à parte do restante publico.

Enquanto dávamos umas dentadas na couvert, fazíamos o pedido:

_8 pessoas, 8 francesinhas, certo?
_Sim! Com ovo e batata à parte.
_Claro, aqui no Porto, a batata vem sempre à parte da francesinha.



Passados 10 min chegam as francesinhas (que rapidez!)
A francesinha pousa na mesa, com o prato a escaldar e batatas à parte. Estranhei pois claro, dado não saber que tinham forno a lenha.
Deparo-me com uma das melhores apresentações de francesinha dos últimos anos! (à parte do ovo feito no forno em molde)
Um pão de forma com uma forma belíssima, parecendo mesmo desenhado, com grossura adequada. Por cima, um queijo nada exagerado e todo ele derretido, com pequenas crateras laranjas e uma pequena quantidade de molho no fundo, apenas cobrindo a base do prato.

Assim que dou o primeiro corte e banho a sandes naquele molho, perco toda a emoção inicial. Surpreso pela falta de sabor e a temperatura amena do interior, corto um pedaço de pão e ensopo diretamente no molho.  
Volto a provar. Mas que desilusão. Um sabor fraco, cujo único sabor perceptível era a cerveja. Nem carne, nem legumes, nem mesmo a manteiga. 
Recompus-me e lancei-me a mais uma investida à sandes como salvação. Mas a própria sandes estava também ela pouco saborosa e à temperatura ambiente.
"como é possível uma francesinha arrefecer tão rápido"
 O bife era bom, médio passado, da vazia e sem fibras difíceis de mastigar. Mas os enchidos tinham pouco sabor a fumado, assim como pouco sabor a enchido. Senti que todos sabiam ao mesmo. 
Um ponto a frisar, era que nem quantidade nem diversidade de carnes, faltavam nesta francesinha. Mas realmente o sabor não estava lá.

Estava à espera de mais, um pouco mais! Depois de tanta publicidade e talvez com expectativas altas demais, fiquei triste! 
Na esperança de ter sido um caso isolado, perguntámos se o molho era o mesmo que na outra casa (Aliados), ao qual nos responderam, com um introdução automática:

_Gostaram da Francesinha!?  Todos os dias o molho é feito na nossa cozinha de produção, que mais tarde é entregue em todos os restaurantes, conferindo a mesma qualidade em todos os nossos estabelecimentos.



Brasão Cervejaria Coliseu Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Eventos

Sushi Wine Party

07:37:00

No próximo dia 30 de Setembro a Doca de Belém, Associação Naval de Lisboa, será palco do primeiro evento de sushi em parceria com a Revista Paixão pelo vinho.
Querendo surpreender os amantes do sushi e mostrar ao país que o vinho é o acompanhante ideal para qualquer comida, este evento irá reunir mais de 200 vinhos nacionais, com algumas novidades de prova.
O sushi estará entregue ao Sushiman Saulo Cardoso, do Chiyome
Não faltará a presença da gastronomia nacional pelo Chef Jacinto Alves,  no restaurante da ANL.

O evento começará às 17h e prolongar-se-á pela noite fora. 
Os bilhetes estão à venda online em www.ticketline.sapo.pt e nos locais habituais (como Fnac, Worten, El Corte Inglês e Agência Abreu, entre outros), bem como no próprio dia, à entrada do evento.
Vem presenciar uma frescura e harmonização, fora do comum.



Apreciações de um Nabo

Restaurante Ideal - Cabanas de Tavira

15:23:00

As filas de espera são enormes, as listas de espera, de pelo menos duas páginas.
O primeiro dia que tentámos jantar, ainda esperámos uma hora, mas o aconselhamento do empregado era sólido:

_O ideal é mesmo marcar mesa com antecedência!

Fartos de esperar concordámos marcar uma mesa para daí a uma semana.
Isto tudo para provar uma sopa de peixe, que anda nas bocas do Algarve.

SOPA do MAR!
Um sopa recheada de camarão, moluscos e lombo de peixe, servida num pão em vez de uma taça.



_O caldo é óptimo!
_Não poupam no camarão!
_O toque de hortelã dá um sabor fantástico!

Com tanta publicidade, eu estava cativado.
No dia marcado, a conversa já estava treinada, na ponta da língua para sair assim que nos sentássemos. Mas ainda assim, demos uma vista de olhos no Menu.
Para pratos do dia, entre outros vimos filetes de peixe galo com arroz de feijão.



_Hmm... parece-me bem para uma entrada.
_Que tal pedirmos uma dose destes antes das sopas?

Na mesa chegaram cerca de 6 filetes de peixe galo. Ao lado uma terrina de arroz de feijão com couve lombarda. À primeira aparência já tinha passado o teste.
O peixe estava fresquíssimo. Lombos altos, tenros e cheios de consistência a desfazerem-se em lascas enquanto os trincávamos. 
O arroz de feijão, o acompanhamento ideal. Arroz carolino ensopado em molho de feijão vermelho (fresco, nada de feijão de lata) e a couve lombarda a dar um toque rijo fantástico.
Esta entrada improvisada levou-nos ao céu e aumentou ainda mais as nossas expectativas relativamente à sopa do Mar.
Mas ainda era cedo; e à mesa éramos três. Voltámos a pegar no menu e pedimos umas filetes de polvo com arroz de tomate.



Polvo tenro frito,  na perfeição mas com falta de tempero.
Mesmo com o arroz de tomate aguado e com pouca acidez, este não se tornou melhor.
Foi agradável, mas fora das expectativas.
Ficámos por aqui e pedimos as sopas.
Chegada à mesa, a apresentação preenche o olhar. Um pão do tamanho de uma taça, fechado pela crosta e com um ramo de hortelã a brotar por um dos lados.
De água na boca, tiro a crosta e espeto uma colherada lá dentro:
À primeira impressão o caldo é demasiado pesado e com pouco sabor a mar. Cor tem ele! Mas não é com cor que se alegram as minhas pupilas gustativas. Mexo com animo à procura de sabor no fundo e começam a brotar moluscos, camarão e lombos generosos de peixe. Tento juntar todos os que consigo na mesma colher, mas o sabor mantém-se muito básico e com falta de gosto.
Que desilusão!
As expectativas eram altas, eu bem sei, mas ficaram pela areia molhada.



Apreciações de um Nabo

Meet up Zomato - Pão à mesa com certeza

13:15:00

1º Meet up organizado pelo Zomato (para este Nabo)
1ª Impressão - Boa organização, atenciosa receção e vinho! (vinho variado e de boa qualidade)
Excelente oportunidade para conhecer alguns dos mais conhecidos e ativos bloggers do mundo da Gastronomia, em Portugal, assim como a equipa do Zomato.  
Bebemos um copo e somos presenciados pelo Chef António Amorim (2º Lugar como cozinheiro do ano em 2009, bem explicito na jaléca), apresentando o pequeno menu de degustação que iríamos jantar.



- Salada de bacalhau cru e feijão - Empratamento adequado para uma salada, com 3 fatias de pão rijo, aberto em leque, a pedir para serem ensopadas no molho e servirem de colher para a salada. Mas faltava alguma identidade ao prato. O feijão apenas entregava o macio, o bacalhau os seus filamentos e a beterraba alguma crocancia. 
Por onde andava o molho que ligaria tudo isto?



- Cappuccino de camarão e espuma de alho -  Ideia bastante engraçada, com um caldo intenso de camarão, na chávena e um camarão coberto de panko pronto a ser molhado. O ponto de fritura do camarão estava lá! Com o capuccino e o pequeno rasgo de espuma, fez realmente sentido. Mas assim que terminou o camarão, o caldo torna-se impossivel de sorver, engolir ou beber, dada a intensidade.



-Filetes de polvo com açorda de coentros, chips e molho tártaro - Um fantástico trabalho do chef no que toca a açorda de coentros, criando um sabor fantástico e viciante. A crocancia do polvo, deixou tudo mais agradável, fazendo-me esquecer por completo o molho tártaro (que nem toquei!).



- Novilho, com legumes salteados, puré de funcho e polenta frita- Aqui esteve presente o melhor prato do dia! Matéria prima de qualidade, cozinhada na perfeição, com um puré de funcho irrepreensível e legumes salteados, saborosos, banhado por um jus de vitela, pouco concentrado e muito saboroso. A polenta poderia estar um pouco menos seca.



- Leite creme de mel, farófias de limão e crumble de amêndoa- Uma apresentação fantástica, para uma sobremesa que se torna um pouco enjoativa. 


Pão à Mesa com Certeza Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Apreciações de um Nabo

Marisqueira Modesto

15:16:00

É em Sesimbra que durante a noite a população triplica ou quadruplica, apenas para jantar. Marisco a brotar das montras, peixe quase a saltar das bancadas e ruelas apertadas a servirem de esplanada.
 Para mim a melhor forma, é mesmo aproveitar o dia no areal e terminar a ver o por do sol numa das inúmeras esplanadas, encosta acima.
Uma que não passa despercebida por completo é a do Modesto. Com uma esplanada maior que o interior, filas de espera organizadas por senhas e pão torrado a sair constantemente.
De modesto tem pouco, principalmente quando falamos de sapateiras. São cerca de 100 Kg por dia (em época alta), diz o sobrinho do dono, que enquanto nos serve duas imperiais, entrega a ementa e completa com uma frase treinada desde os seus 18 anos:

_Pão torrado com manteiga? 
_Sim, claro!



Vim apenas com um prato de referência: A sapateira!
Mas há um truque: A sapateira tem de ser pedida sem delicias do mar; para além de ficar com um sabor mais puro faz com que os únicos pedaços encontrados sejam de sapateira e não de tiras vermelhas e brancas com sabores que nada têm a ver com sapateira.

Para começar enquanto esperávamos pelo famoso caranguejo gigante, pedimos uns camarões cozidos, apenas com limão. Ganhavam pelo tamanho e a cor (provavelmente beringidos após a cozedura), porque em termos de ponto, estavam demasiado cozidos, não sendo possível sentir o verdadeiro sabor do marisco. Mas ainda assim gostoso.



Uma trinca no pão torrado, mal cozido (adequado ao tipo de petisco) um último golo na primeira cerveja e chega a sapateira.
Patas frescas e bem cozidas, com tempero equilibrado, no recheio, e sabor dominante a sapateira. Nada a apontar! Provavelmente o melhor recheio de sapateira que já comi.
Para finalizar, umas belas navalheiras: frescas e encarnadas, mostrando-se como um dos, se não o, mais saborosos mariscos, na opinião deste nabo. Nos caldos dos meus risottos, arroz de marisco ou cataplanas é algo que não pode faltar.
Um restaurante que sabe tratar muito bem o marisco, principalmente os crustáceos.





Marisqueira Modesto Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato